Cidades:

Destaques, Mato Grosso, Notícias, Rondonópolis



Publicado em 12 de agosto de 2011 - 12:47h | JEYSON NASCIMENTO

Fim da greve: Servidores do DETRAN cedem ao descaso do Governo

Arquivo Agora MT

Após mais de 30 dias de greve os servidores do DETRAN rejeitam a proposta do governador e retomar as atividades. Após uma reunião no final da tarde desta quinta-feira (11/08) a categoria optou pela suspensão da greve.

A presidente do Sindicato dos Funcionários do DETRAN-MT (Sinetran-MT), Veneranda Acosta, afirmou que o governo manteve a proposta de reajuste de 8% para este ano, 13,21% no ano que vem, 12,5% em 2013 e 12,5% em 2014.

“Essa proposta está longe do solicitado pela categoria, mas percebemos que o governo não está aberto para negociar e com isso os trabalhos estão sendo acumulados e a população esperará muito tempo pelo atendimento nas agências”, declarou a presidente.

De acordo com Veneranda, os funcionários das demais autarquias do Estado têm reajuste e remuneração até 50% superior em relação aos trabalhadores do DETRAN, o que demonstra um descaso e discriminação com a categoria.

As melhorias nas unidades do DETRAN também não foram atendidas pelo governador, a sindicalista explica que a legislação estabelece que os valores arrecadados com as taxas, cobras pelas agências, devem ser aplicada na manutenção dos locais de trabalho, o que não ocorre e os funcionários têm que trabalhar em condições de precariedade.

“O Governador não entende que nossa reivindicação está além da criação do PCCS, mas na aplicação correta dos recursos, em oferecer condições de trabalho paras os servidores, atendimento digno aos usuários. Nosso trânsito é 2º pior do país, o mais violento e isso reflete em outras esferas, como por exemplo, na saúde”, relatou Veneranda.

A sindicalista disse que a maioria dos servidores decidiu pela suspensão da greve, e que por enquanto não receberam o reajuste, a implantação do PCCS também não ocorrerá, nem tão pouco as melhorias nas unidades do DETRAN, mas que o sindicato tentará novas negociações com o Governo.

Deixe seu comentário

Rádio AgoraMT