O Partido da República (PR) pode perder mais espaço no governador Silval Babosa (PMDB) caso se confirme a saída do Secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado Filho.

Segundo a imprensa cuiabana, Curado, que é indicação do PR, estaria com os dias contados e assim das sete pastas iniciais no governo Silval, com a saída de Curado o PR ficaria apenas com cinco, já que Éder Moraes, deixou a Casa Civil e em seu lugar assumiu o peemedebista José Lacerda.

Para o deputado federal e presidente regional do PR, Wellington Fagundes, resta começar a procurar um novo nome dentro da sigla para substituir Curado, caso este seja realmente rifado do governo.

Leia também:  Rufino vira auxiliar no Sub-19 do União

Fontes da Coluna Bastidores, indicam que um novo nome para a pasta pode sair de Rondonópolis e quem sabe assim, a segurança por aqui ganha mais reforços e atenção.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.