A ex-senadora Marina Silva (PV), deve anunciar essa semana sua desfiliação do Partido Verde, é o que revela a reportagem da revista Época, dessa semana, segundo informações a ex-senadora vem enfrentando divergência dentro do partido desde época das eleições de 2010, quando disputou a presidência da República, onde terminou como terceira colocada.

Evangélica da Assembléia de Deus, Marina deve fundar um novo partido é o que revelou João Paulo Capobianco, coordenador da campanha da ex-senadora a presidência, um dos motivos que pode ter levado o afastamento da evangélica do partido é o fato, que a legenda se identifica não apenas com a questão ambientalista, mas também, com propostas mais liberais, como a legalização da maconha e do aborto no Brasil, temas que são abolidos pelos evangélicos.

Leia também:  Tudo que vem, volta
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.