A pista suja e escorregadia do circuito de rua de Valência fez algumas vítimas. Nada sério, apenas uma série de derrapadas em 1h30m de sessão. Talvez, por isso, poucos quiseram se arriscar. Ainda sem que as mudanças de regulamento da FIA fizessem efeito, o líder do campeonato, Sebastian Vettel, tirou o pé do acelerador e fez apenas o 16º tempo. Assim, coube ao australiano Mark Webber, companheiro do alemão na RBR, ser o mais rápido do primeiro treino livre do GP da Europa, com 1m40s403. O segundo colocado foi o surpreendente Vitaly Petrov, da Renault, com 1m41s227.

O espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, fez o terceiro melhor tempo, com 1m41s239, seguido pelo inglês Lewis Hamilton, da McLaren, com 1m41s510. O alemão Nick Heidfeld, da Renault, fez o quinto tempo (1m41s580), à frente do brasileiro Felipe Massa (1m41s758), que chegou a andar entre os primeiros durante boa parte do treino. Com moral após o brilhante GP do Canadá, Jenson Button, da McLaren, foi o sétimo, com 1m41s926.

Leia também:  Mixto, Dom Bosco e Cacerense viram adversários diretos do União na Copa Federação

O alemão Michael Schumacher, que chegou a escapar da pista em duas oportunidades, foi apenas o 11º, com o tempo de 1m42s270 em sua Mercedes. Rubens Barrichello, da Williams, foi o 13º, com 1m42s704.

Com pista escorregadia, pilotos adotam cautela

Sebastian Vettel começou cedo seu fim de semana. O líder do campeonato foi o primeiro a ir para a pista no circuito de rua de Valência, seguido por Nico Hulkenberg, substituto de Paul di Resta na Force India. Em um início de treino morno, Fernando Alonso e Felipe Massa também abriram cedo seus trabalhos com a Ferrari na Espanha.

A primeira emoção ficou por conta de Nico Hulkenberg. Na reta de freada antes da curva 12, o jovem alemão perdeu o controle do carro e foi parar no muro. Nada grave, mas foi o fim de sua participação no final de semana, já que Di Resta assumirá o controle do carro no segundo treino livre. Mais tarde, Felipe Massa e Michael Schumacher, da Mercedes, tiveram problemas com a freada e escaparam da pista antes das curvas 12 e 10, respectivamente.

Leia também:  Cuiabá Arsenal encara último rival da 1ª fase do brasileiro

O treino voltou a esquentar já a 12 minutos do fim, quando Sebastian Vettel retornou à pista. Àquela altura, Mark Webber liderava tranquilamente o treino. Sem nenhuma volta rápida, a expectativa era de que o atual campeão tentasse tirar a vantagem de seu companheiro de RBR. Nada feito, e o australiano se manteve na frente até o fim da sessão, que ainda contou com uma derrapada de Timo Glock. O alemão ficou parado no meio da pista após a curva cinco, mas nada grave aconteceu.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.