População questiona que o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Rondonópolis, suspendeu a coleta de animais doentes na cidade em razão da falta de remédios para eutanásia. De acordo com o gerente do Núcleo de Vigilância Ambiental do município, Edgar da Silva Prates, o estoque de medicamentos acabou por volta do dia 20 de maio, mas foi solucionado.

A falta de medicamentos se deu por questões burocráticas, o que culminou a suspensão da coleta de animais. Edgar explicou que a empresa aprovada no processo licitatório, não possuía todos os documentos e teve que ser substituída, por essa razão a demora na entrega dos produtos.

De acordo com o gerente do departamento o estoque de medicamentos já foi solucionado, na tarde da última sexta-feira (10/06) e possivelmente as coletas devem ser regularizadas nesta segunda-feira (13/06) após levantamento das solicitações.

Leia também:  Procura é intensa no 1º dia da Caravana da Transformação em Rondonópolis

Edgar ressaltou que infelizmente a população ainda tem uma idéia errada da finalidade do CCZ, que tem a função de fazer trabalho de vigilância de atendimento caso um animal agrida alguma pessoa, ou quando é constatada alguma doença incurável, como por exemplo, leishmaniose.

O chamdo indiscriminado do CCZ é um dos fatores que dificulta a atuação do órgão. Segundo Edgar, 80% dos animais que são entregues para o Centro de Zoonoses possuem doenças simples que poderiam ser atendidos por algum veterinário, mas as pessoas preferem abrir mão dos animais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.