Foto: assessoria

Os professores da rede estadual decidiram manter as atividades paralisadas, mesmo com determinação judicial para voltarem as aulas nesta segunda-feira. A manutenção da greve foi votada, por unanimidade, em assembleia na tarde de hoje.

Ao que parece, os professores só irão ceder quando o Governo implantar o piso salarial de R$ 1.312, O Estado prometeu implantar o valor somente em dezembro.

Após a assembleia, os professores sairam em passeata cobrando ação do Governo do Estado. “A greve continua, Silval a culpa é sua”, diziam os professores.

A manutenção da greve pode causar sérios prejuízos financeiros ao Sindicato dos Trabalhadres da Educação (Sintep). Isso porque, a decisão da Justiça estipula multa de R$ 50 mil por cada dia de descumprimento da decisão.

Leia também:  Sesc Rondonópolis realiza hoje (16) Festival Palco Giratório
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.