Não foi por acaso a demora de 57 minutos entre o fim da partida desta noite de quarta-feira – o empate em 2 a 2 com o vice-lanterna Avaí, conquistado aos 48 do segundo tempo – e o início da entrevista coletiva de Renato Gaúcho.

Durante o intervalo de quase uma hora o técnico do Grêmio pedia demissão aos dirigentes do clube, fato que ele considera irreversível.

A intenção de Renato Gaúcho era anunciar a sua saída ainda no fim da noite de quarta, na sala de conferências do Estádio Olímpico. Mas ele e o vice de futebol Antônio Vicente Martins sintonizaram-se em discurso ameno, deixando a preparação do anúncio com o presidente Paulo Odone.

Renato Gaúcho confidenciou a amigos que vai ao Olímpico nesta quinta-feira à tarde apenas para se despedir dos jogadores com os quais trabalha desde o início de agosto de 2010. Depois do adeus aos atletas, concederá nova entrevista coletiva, e no máximo até a sexta estará em sua casa no Rio de Janeiro.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

Antes da despedida de Renato Gaúcho o presidente Paulo Odone vai se reunir com Antônio Vicente Martins e com os assessores de futebol César Cidade Dias e José Simões para oficializar a saída de Renato Gaúcho, e começar a procura por substitutos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.