A solução para resolver problemas como caspa e queda dos fios pode estar no passado. Utilizados desde as mais antigas civilizações – Hipócrates, o pai da medicina, foi adepto da prática quatro séculos e meio antes de Cristo –, os óleos essenciais trazem benefícios indiscutíveis para os cabelos e o couro cabeludo, segundo o tricologista Ademir Júnior.

“Na medicina capilar, as principais propriedades dos óleos essenciais são na melhora do crescimento dos fios, na redução da caspa, no controle da psoríase de couro cabeludo, na redução da oleosidade dos fios, em cuidados com dermatites de couro cabeludo, e no controle da queda capilar”, diz o especialista.

O jeito como o óleo será utilizado – assim como o tipo escolhido – varia de acordo com a necessidade do paciente. “Cabe ao profissional responsável estabelecer condutas para que o paciente se beneficie da utilização destes produtos”, comenta Ademir Júnior. Os modos mais comuns de aplicação são: em creme específico para o couro cabeludo, misturados a xampus e condicionadores, diluídos em óleos base para massagem, compressas, bandagens ou para lavar a área que apresente o problema.

Leia também:  O que é obstrução urológica, problema que atingiu Michel Temer

O tricologista ressalta, porém, que o uso dos óleos deve ser feito em conjunto com os tratamentos tradicionais para melhores resultados. “Como os benefícios dos óleos essenciais em problemas capilares são gradativos, seu uso acaba por ter papel importante quando realizados em conjunto com os tratamentos tradicionais prescritos por médicos”, comenta.

Ademir diz ainda que as aplicações realizadas entre uma e duas vezes por semana têm respaldo científico. “Para quem busca um algo a mais na recuperação de seus cabelos ou gosta de tratamentos com características mais naturais, fica a opção pelas terapias com óleos essenciais sendo das mais interessantes e vantajosas”, fala.

Os óleos e suas indicações

Leia também:  Saúde | Os traumas de infância interferem no adulto que você é hoje

Óleo essencial de sândalo, lavanda e gerânio: ideal para cabelos secos e quebradiços.
Óleo essencial de sândalo, lavanda, gerânio e ólibano: perfeito para cabelo danificado por química.
Óleo essencial de limão, gerânio e camomila: bom para cabelos loiros.
Óleo essencial de sálvia, rosa, lavanda e gerânio: faz bem para cabelos grisalhos.
Óleo essencial de alecrim, lavanda e junípero: trata cabelos que sofrem com queda.
Óleo essencial de alecrim, eucalipto, tea tree (melaleuca) e cedro: trata cabelos com caspa.


Da Latta Serviços Editoriais
Especial para o Terra

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.