foto da assessoria

Melhorias em segurança pública, asfalto, ampliação de escolas, investimento no trânsito foram pontos comuns discutidos nas três Audiências Públicas sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), realizadas pela Comissão de Finanças e Orçamento (CFO), presidida pelo vereador Adonias Fernandes (PMDB). Na sexta-feira (22), na Câmara Municipal, ocorreu a última reunião para a população apresentar reivindicações que serão inseridas na proposta, antes da votação que irá ocorrer no dia 30 deste mês.

A previsão orçamentária para 2012, realizada pelo Poder Executivo, reduziu em comparação a 2011, passando de 455.500 milhões para 455.139 milhões. De acordo com presidente da Comissão, vereador Adonias Fernandes, a prefeitura ainda não arrecadou o valor previsto e por medida de segurança diminuiu o orçamento para 2012. Mesmo com o cenário atual, o parlamentar acredita que arrecadação será maior em 2012, em razão da implantação de indústrias no município.

Leia também:  Dez postos recebem combustíveis em Rondonópolis

A Comissão de Finanças e Orçamentos vai propor aos demais parlamentares que seja feita uma emenda coletiva para transferir recursos de uma secretaria para outra, conforte necessidade e quantidade de projetos realizados. “Acredito que algumas pastas precisam ter mais condições de desenvolver suas atividades, como por exemplo, a Secretaria de Trânsito. Vamos trabalhar nesse sentido para contemplar o desejo da população, sem que isso atrapalhe o trabalho do Executivo”, avaliou

Mauro Campos, presidente dos bairros Jardim Tropical e América, defendeu a proposta de orçamento participativo, mas acredita que só por meio de Audiências Públicas será possível atender os anseios da população e ressaltou que é preciso investir mais nas secretarias de Promoção e Assistência Social e Trânsito e Transporte, devido ao papel importante que as pastas desempenham na cidade.

Leia também:  Grupo Pagodão SA se apresenta na casa de shows King em Rondonópolis

As reivindicações feitas na Audiência da Câmara Municipal, juntamente com os pontos debatidos na Unisal, em 15 de julho, e no salão da Paróquia São José Operário, no dia 18, serão compiladas para confecção de emendas. A LDO servirá de parâmetro para confecção da Lei Orçamentária Anual (LOA), que será apresentada pelo prefeito até final setembro e para avaliação e votação pelos vereadores até meados de dezembro.

“Esse foi o momento que os moradores de Rondonópolis tiveram para realizar suas reivindicações, pode ser que o prefeito não consiga executar em 2012, mas o pedido será de conhecimento do Poder Executivo e será atendido a qualquer momento. A possibilidade de um presidente de bairro que está presente nas audiências públicas ser atendido é maior, pois tomamos consciência dos problemas que os moradores enfrentam e seus pedidos serão constantemente cobrados por nós vereadores”, salientou Adonias.

Leia também:  Frio, garoa e tempo instável é a previsão para o feriado de Corpus Christi

Além do vereador Adonias, estiveram presentes na Audiência Pública os vereadores Reginaldo Santos e Milton Gomes da Costa, o Miltao. Também participaram do debate o presidente da Uramb, Helio Luz, Miguel Mendes representante da ACIR, presidentes de bairros e representantes de ONGs e escrivães e investigadores da Policia Civil, que na ocasião pediram o apoio da Câmara em prol a categoria, que está em greve. José Severino representou o prefeito José Carlos Junqueira de Araújo.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.