Foto: arquivo / AGORA MT

No ímpeto de aumentar as vendas os comerciantes comentem infração, pois dificultam o tráfego dos pedestres nas calçadas com barracas moveis e eletrodomésticos que obstruem as vias públicas.

O gerente do Departamento de Controle Urbano, Paulo Padin, explicou que o trabalho de fiscalização dos comércios que utilizam as calçadas como extensão do estabelecimento está sendo intensificado. “Já comunicamos a todas as lojas para que ninguém possa alegar ignorância, mas infelizmente alguns empresários insistem na prática. Os reincidentes serão notificados e multados”, informou.

A prática configura infração, pois impede a acessibilidade da população nas calçadas. De acordo com o gerente os lojistas precisam ter mais consciência, pois os objetos deixados nas vias atrapalham a locomoção das pessoas que em alguns casos precisam disputar espaço com os carros. “Temos um número grande de pessoas com necessidades especiais e idosos que precisam ser respeitadas, não tem sentido os comerciantes usarem as calçadas para expor seus produtos e prejudicarem a população”, argumentou Padin.

Leia também:  Secretaria amplia procedimentos cirúrgicos em Cuiabá e Rondonópolis

De acordo com o gerente, a liberação das calçadas resulta em benefícios a todos, tanto população como comerciantes. “Se as calçadas estiverem desobstruídas todos terão a ganhar, pois além de deixar a cidade com uma aparência mais agradável o fluxo de pessoas nas vias públicas será maior, seja no centro ou nos bairros, e consequentemente colaborando com o acesso dos consumidores nas lojas”, concluiu

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.