Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Os proprietários de veículos automotores em Rondonópolis vivem um novo drama a cada dia. Depois de enfrentar as consequencias com a greve dos servidores do Detran,o problema da vez é a falta de lacres no setor de vistoria verificada na 2ª Ciretran na cidade.

Na manhã de ontem  quinta feira (21/07), a equipe de reportagem do site AGORAMT foi chamada pelas várias pessoas que formavam uma longa fila de espera pelo serviço que não estava sendo prestado. Segundo Sônia Maria Dias, há 4 dias que ela procura pelo órgão para emplacar a sua moto e volta pra trás porque não tem lacre no departamento.

O Adriano Rodrigues de Queiroz, disse que comprou a moto dele no dia 29 do mês passado e até agora não conseguiu emplacar o veículo. Já o Rafael Mendes que também estava na fila no aguardo pelo emplacamento da moto Factor se preocupa com a possibilidade de ser abordado em uma Blitz da PM. ”A gente fala que tá indo no Detran e não tem lacre e eles (os policiais militares) não querem nem saber.Agora,já pensou eu ter minha moto apreendida por culpa dos outros?”,desabafou Rafael.

Leia também:  Casario recebe o evento gospel Bendize no sábado (12)

A informação repassada por funcionários do Detran para àqueles que aguardavam na fila foi de que ontem  (21) pela manhã o órgão recebeu uma caixa da Capital do Estado,Cuiabá e que a tal caixa teria chegada vazia.Porém,a informação não confirmada pelo Diretor do órgão,Carlos Nazário.

Ainda de acordo com o diretor, o envio de lacres para Rondonópolis é de responsabilidade de Cuiabá, porém, este envio tem sido feito de forma não compatível com a demanda local. Carlos disse ainda que na última segunda feira ele recebeu um malote com 300 lacres,o que foi suficiente para trabalhar dois dias e meio e que na terça feira fez novo pedido que não chegou até agora.

Leia também:  Desfiles das escolas municipais marcam a Semana da Pátria

Por dia, segundo Carlos são atendidos cerca de 200 veículos no setor de vistoria do Detran em Rondonópolis e Cuiabá,segundo ele,ainda não se deu conta da importância desta cidade. “Hoje eu vou rasgar o verbo com o pessoal lá de Cuiabá”, disse Carlos, se referindo ao fato de que, segundo ele, o pessoal em Cuiabá (Detran),esteja confundindo Rondonópolis com cidades de menor porte.

“Eles (Cuiabá) tem que entender que nós somos a segunda maior cidade em arrecadação e emissão de documentos e se eles não resolverem o problema vou encaminhar por escrito para o presidente do Detran e para o governador”,desabafou Carlos Nazário.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.