FOTO INTERNET

O Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA) autorizou a liberação de R$ 13 milhões para a instalação de uma base de controle das ocorrências em Sinop, a 503 quilômetros de Cuiabá devido aos altos índices de incêndios e queimadas registrados em Mato Grosso nos anos anteriores. A pretensão, de acordo com o secretário de Meio Ambiente do estado, Alexander Maia, é implantar quatro bases semelhantes à essa, porém, segundo ele, ainda não há recursos liberados para o projeto.

O montante será gasto na compra de equipamentos para as equipes do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema). Embora tenha sido contemplado com a verba, o governo do estado havia requisitado R$ 80 milhões para investir nas ações de combate e prevenção às queimadas e incêndios florestais, cujo período proibitivo teve início no último dia 4 em Mato Grosso.

Leia também:  Projetos de ressocialização em presídios de MT são selecionados ao Prêmio Innovare

Além dessa verba, o secretário afirmou que serão gastos R$ 5 milhões em campanhas publicitárias com a finalidade de tentar conscientizar a população sobre os riscos das queimadas, assim como alertar sobre a penalidade aplicada ao responsável pelo crime ambiental. As multas variam entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil por hectare para áreas abertas e de floresta, respectivamente.

Em 2010, os índices alarmantes de queimadas no estado foram responsáveis por mais gases poluentes do que São Paulo, estado com maior número de habitantes do país. A maioria dos incêndios é provocada pelo homem. Ao todo, foram registrados mais de 200 mil focos no ano passado e, no primeiro semestre deste ano, já foram detectados mais de 1,7 mil pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Leia também:  Casos de chikungunya têm alta e quase dobram no 1º semestre em MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.