Foto: arquivo / AGORA MT

Investigadores e escrivães da Polícia Civil podem suspender novamente as atividades nesta terça-feira (19), a greve depende do resultado da resposta do governador Silval Barbosa nesta segunda-feira. A paralisação teve início no dia 01 de julho e foi suspensa na última quarta-feira (13) a espera de uma proposta do governador.

O presidente do Sindicato dos Investigadores da Polícia Civil e Agentes Prisionais de Mato Grosso (Siagespoc), da sub sede local, investigador Reginaldo Negrão, informou que deve ser apresentada uma proposta, por escrito, do Governador à categoria ainda hoje, caso a proposta não seja apresentada ou insatisfatória cerca de 1.760 investigadores e 380 escrivães retomarão a greve, após uma reunião que será realizada na sede do sindicato amanhã à tarde.

Leia também:  Televisão cai sobre criança de 3 anos que não resiste e morre

Os escrivães e investigadores reivindicam equiparação salarial com os peritos criminais que recebem, inicialmente, salário de R$ 6 mil e os grevistas têm salários de R$ 2.365 mil em início de carreira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.