FOTO: ARQUIVO AGORA MT

Os acidentes de trânsito já mataram mais de 250 pessoas nos primeiros seis meses de 2011 na Grande  Cuiabá,  Baixada Cuiabana e pelas rodovias federais de Mato Grosso. A situação não mudou com a chegada de julho, quatro pessoas já foram mortas violentamente em acidentes. Duas delas na Capital e em Várzea Grande e outras duas nas rodovias federais.

As duas vítimas fatais registradas nas rodovias federais aconteceram no mesmo local, mas em acidentes diferentes. Aliás, no mesmo local uma moto ainda atropelou uma pessoa que já estava morta. Na Grande Cuiabá morreram o garoto Maicon Douglas Baldes Magalhães, de apenas 12 anos, atropelado por uma caminhão no bairro Santa Helena, e Várzea Grande. Em Cuiabá morreu a jovem Jêssica Barbosa de Lima, de 19 anos.

Leia também:  Paranatinga | Atleta de Jiu Jitsu conquista duas medalhas de ouro em campeonato internacional

Na madrugada deste domingo duas pessoas morreram na BR-364, na altura da zona rural da cidade de Rosário Oeste (Médio Norte, a 140 quilômetros de Cuiabá. A primeira vítima foi o motociclista Mário Sérgio Bondespacho, de 20 anos. Ele fez uma brusca manobra para não atingir uma pessoa que estava atravessando a pista e acabou caindo com o veículo.

Mário Sérgio morreu na hora. Outro motociclista que vinha logo atrás em alta velocidade ainda atropelou Mário Sérgio. No mesmo local, no entanto, aconteceu um segundo acidente com vítima fatal.

Ao engarrafar o trânsito até a retirada do corpo de Mário Sérgio do local, vários veículos tiveram que parar na pista. Um moto em alta velocidade bateu na traseira de uma carreta que estava parada.

Leia também:  Em 45 dias foi apreendida cerca de 1 tonelada de pescado irregular

O acidente resultou na morte de Faud Camargo Joaquim Júnior, também de 20 anos, que bateu violentamente a cabeça contra a carreta e morreu na hora. Os dois corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) de Diamantino, na mesma região.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.