FOTO INTERNET

Mato Grosso teve uma redução de 35% nos focos de calor, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). De 1º de janeiro a 13 julho de 2011 foram registrados 17.050 focos de calor no estado, totalizando 9.490 focos a menos do que no mesmo período do ano passado.

No acumulado mensal, nos 13 primeiros dias de julho foram contabilizados 2.840 focos de calor, uma redução de 44% ante os 5.080 focos registrados em 2010. O Inpe utilizou como base as informações colhidas pelo satélite de referência, o NOA 15.

Em 2010, os focos de calor atingiram mais de 50% do estado, quando os satélites do Inpe detectaram mais de 265 mil focos. Ainda de acordo com os dados do Inpe, os municípios onde mais focos de calor foram registrados em 2011 são: Gaúcha do Norte, Nova Ubiratã e Nova Mutum.

Ações
Para reduzir a quantidade de focos registrados em Mato Grosso, o Comitê Estadual de Gestão do Fogo (CEGF) foi criado com o objetivo de verificar os riscos de incêndios e definir uma ação rápida para o combate.

Segundo o Comitê Estadual de Gestão do Fogo, todos os órgãos que compõem o Comitê estão em ‘Alerta Amarelo’, o que significa um estado de prontidão. Este alerta é acionado quando as condições atmosféricas oferecem grande risco para a ocorrência de incêndios florestais.

Advertisements
COMPARTILHAR

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.