Apesar do tempo inativo, Pedrosa acha que não perdeu velocidade (Foto: Agência EFE)

O espanhol Dani Pedrosa fez seu retorno à MotoGP, após três etapas fora de ação, no último domingo, em Mugello. O piloto da Honda HRC impressionou ao completar a prova de 23 voltas num dos circuitos mais exigentes fisicamente no calendário do Mundial de Motovelocidade, e ainda igualou os tempos de volta do pelotão da frente, antes de terminar em oitavo lugar na etapa italiana.

Pedrosa comemorou muito o resultado, apesar de admitir estar bastante desgastado após lidar com problemas de embreagem durante a corrida. Sem conseguir operar as marchas por uma volta e meia, o espanhol perdeu posições, cansou cedo e teve de usar toda sua energia para alcançar a zona de pontuação.

Historicamente, quando eu tentava voltar a correr depois de uma lesão, não conseguia terminar a corrida, e hoje eu consegui. Eu vejo que mesmo estando de fora por um período longo, eu não perdi velocidade, então tenho certeza que estarei de volta ao topo quando minha condição física melhorar. Estou extremamente cansado agora, eu dei tudo o que tinha e conseguir a oitava posição e oito pontos nas minhas condições, junto a este problema de embreagem, é um resultado bem bom na minha opinião – disse Pedrosa, que passou por duas cirurgias para se recuperar de uma fratura na clavícula direita, sofrida durante o GP da França, em maio.

Apesar do desgaste, o espanhol voltou à pista nesta segunda-feira, para participar dos testes oficiais da MotoGP em Mugello, e deu 26 voltas, terminando com o sexto melhor tempo, 1m49s015. A próxima etapa do Mundial de Motovelocidade acontece em Sachsenring, na Alemanha, em 17 de julho.

Advertisements
COMPARTILHAR

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.