Julio César durante o treino da Seleção Brasileira em Campana, na Argentina (Foto: Agência Estado)

Sem dúvida alguma, a Argentina é a maior rival da Seleção Brasileira no futebol. Não há discussão. Só que recentemente, na América do Sul, a maior pedra no sapato verde e amarelo tem sido o Paraguai, adversário do Brasil no próximo sábado, em Córdoba, pela segunda rodada do Grupo B da Copa América.

Para se ter uma ideia, enquanto a Argentina foi derrotada pelo Brasil na decisão da Copa das Confederações de 2005 e também nas finais da Copa América de 2004 e 2007, o Paraguai sustenta um retrospecto equilibrado contra o time canarinho. De 2000 para cá, em nove duelos, são quatro vitórias para cada lado e um empate.

Não podemos deixar de ter atenção com o Paraguai. É uma seleção que sempre dá muita dificuldade à Seleção Brasileira – resumiu o goleiro Julio César, que em 56 jogos pela Seleção tem apenas cinco derrotas, duas delas para o Paraguai.
O Paraguai é o adversário mais tradicional da primeira fase e vem de boas campanhas em Copas do Mundo. Por isso, um rival difícil” – Mano Menezes

Leia também:  1º jogo da final do mato-grossense acontece amanhã

Nesse período, as quatro vitórias do Paraguai sobre o Brasil foram assim: 2 a 1 em agosto de 2000, pelas eliminatórias, em Assunção; 1 a 0 no amistoso em 2002, em Fortaleza; 2 a 1 na Copa América de 2004, no Peru; e 2 a 0 em 2008, também em Assunção, pela competição que dá vaga na Copa do Mundo.

O Paraguai é o adversário mais tradicional da primeira fase e vem de boas campanhas em Copas do Mundo. Por isso é um adversário difícil – disse Mano Menezes.

Brasil e Paraguai tiveram empataram sem gols na estreia da Copa América com Venezuela e Equador, respectivamente. Por isso, quem perder no duelo de sábado fica em uma situação complicada para se classificar para a próxima fase.

Leia também:  Meninas do vôlei vencem a primeira em Cuiabá

Temos que corrigir os nossos erros e ir atrás da vitória sobre o Paraguai já que vai ser uma partida muito difícil – disse Alexandre Pato.

No retrospecto geral, porém, a Seleção Brasileira dá um banho no Paraguai. Dos 74 confrontos na história, o time verde e amarelo venceu 46 vezes, empatou 17 e perdeu apenas 11. O mais curioso é que desses 11 triunfos, sete foram conquistados na Copa América: em 23, 49, 53 (duas vezes), 63, 79 e 2004.

Só que por outro lado, a seleção paraguaia vive um mau momento na competição sul-americana. Desde 1993, quando o torneio passou a ser disputado por 12 países, o Paraguai caiu seis vezes nas quartas de final e uma vez na primeira fase. Já o Brasil é o atual bicampeão. Venceu a Argentina em 2004 e 2007.

Leia também:  Corrida do Trabalhador tem data adiada para o próximo mês
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.