No próximo dia 8 de agosto, Rondonópolis sedia a primeira edição do Seminário Oportunidades Florestais – O potencial para projetos florestais sustentáveis no sul do Mato Grosso. O evento, totalmente gratuito, faz parte da programação de palestras da 39ª Exposul, que ocorrerá de 6 a 14 de agosto, no Parque de Exposições Wilmar Peres de Farias.

O seminário vai abordar, principalmente, as possibilidades e tendências de mercado para a madeira de reflorestamento. “O consumo de madeira de florestas nativas está caindo cada vez mais e a única opção para atender essa demanda será a madeira reflorestada como o eucalipto”, alerta o engenheiro agrônomo Pedro Francio Filho, um dos palestrantes.

A grande preocupação de quem investe no plantio de florestas é sempre a mesma – será que teremos mercado? e o preço? Por esta razão que o Sindicato Rural buscou informações sobre o setor para municiar os interessados em conhecer a prática.
“As palestras técnicas desta edição da Feira darão respostas a muitas indagações que o setor agropecuário vem realizando e, o reflorestamento é um deles. Precisamos levantar questões como: Quantos produtores e o número de hectares que já realizam esse cultivo na região? Quais as vantagens? Se for viável, o produtor sairá com um caminho a seguir, caso contrário, poderá ir em busca de novas práticas”, ressaltou o diretor do Sindicato Rural e membro da Comissão de Palestras, Adevaldo Narciso.

Leia também:  Secretário de Segurança deve ser afastado e usar tornozeleira em MT

A resposta para essas perguntas depende de como os projetos florestais são conduzidos e para isso, o Seminário vai apresentar a experiência bem sucedida do estado vizinho com a palestra do diretor-executivo da Associação Sul-matogrossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore/MS), Benedito Lázaro Mário.

Segundo ele, essa é uma situação bastante comum. “O ideal é plantar pensando no múltiplo uso, assim, se o mercado de lenha não estiver bom, por exemplo, a madeira poderá ser destinada para outros fins”, recomenda.
Mato Grosso do Sul é, atualmente, o estado que mais cresce no setor florestal sustentável. Com a consolidação de importantes maciços florestais, indústrias de papel e celulose decidiram se instalar na região de Três Lagoas.

Leia também:  Captação de leite registra queda de 10,3% em MT

No seminário, a Secretaria Estadual da Indústria, Comércio, Minas e Energia de Mato Grosso vai mostrar o que está sendo feito pelo governo para atrair investimentos dessa cadeia produtiva. O ex-senador da República, Gilberto Goellner mostrará a visão do investidor com o exemplo do Grupo Girassol, que trabalha com madeira de reflorestamento. O cenário atual e os desafios para o setor florestal serão tratados na palestra de Fausto Takizawa, atual presidente Associação dos Reflorestadores de Mato Grosso  (Arefloresta).
Estão previstas também palestras sobre a obtenção de recursos para projetos florestais através de linhas de crédito e financiamento e sobre o novo código florestal.

“A Exposul vai dar oportunidades para o produtor que quer sair na frente, conhecendo de perto todos os passos do mercado e as mudanças no setor agropecuário”, pontuou o presidente do Sindicato Rural, Miguel Weber.
Além das inscrições, no endereço eletrônico www.seminarioflorestal.com.br há informações sobre os palestrantes, localização do parque e lista de hotéis.

Leia também:  Nova sinalização alerta sobre limite de altura dos veículos

Serviço:
I Seminário Oportunidades Florestais
Realização: Sindicato Rural de Rondonópolis
Organização: Painel Florestal
Informações: 66.3422.4828
Inscrições gratuitas através do site www.seminarioflorestal.com.br (Vagas Limitadas)

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.