O Secretário de Transporte, Trânsito e Desenvolvimento Urbano (SETRAT), Rodrigo Lugli, informou que os semáforos incandescentes poderão ser substituídos, além de instalação de mais dez unidades. A má visualização do sinal, de acordo com o posicionamento do sol, é o motivo da mudança.

De acordo com o secretário, a substituição deve ser realizada por intermédio da Rede Cemat, que possui um programa de troca das unidades incandescentes por sinalização de LED, com objetivo de economizar energia. Lugli declarou que enviará um projeto a concessionária para que seja feita a mudança. Caso o projeto não seja aprovado pela Cemat, o secretário garantiu que irá buscar recursos para efetuar a troca.

O município conta com 56 cruzamentos com semáforos, o que totaliza 112 unidades, e devem ser instaladas mais 10 unidades na região central. Segundo Luglui foi contratado pela Setrat um técnico em eletrônica para proceder com a manutenção dos semáforos que apresentam problemas, como por exemplo, luzes queimadas nas unidades de LED.

Leia também:  Dois jovens são mortos a tiro em estrada vicinal no MT

O secretário disse que infelizmente a Setrat não possui recursos para realizar alguns projetos e precisa recorrer a Secretaria de Infraestrutura, o que resulta na demora da execução de alguns projetos.

Nos próximos 15 dias o projeto será apresentado para a troca das unidades, e dependerá da aprovação e agendamento da Cemat. Quanto a manutenção das unidades Lugli acredita que antes do início da 39ª Exposul os trabalhos estarão concluídos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.