Foto: arquivo / AGORA MTO senador Blairo Maggi nega os rumores de que estaria prestes a assumir o comando do Ministério dos Transportes com a queda de Alfredo Nascimento. Apesar do interesse do PR em continuar no comando do setor, ele alega nunca ter conversado com os correligionários sobre o assunto e diz que pretende continuar no Congresso Nacional.

Os rumores de que Maggi poderá assumir o Ministério voltaram a rondar os bastidores novamente ontem com a queda de Nascimento. Surgiram notícias até mesmo de que a cúpula do PR o havia pressionado a aceitar o convite para minimizar a crise deflagrada com reportagem da revista Veja dessa semana.

O ex-governador já havia sido cotado durante a formação do primeiro escalão do governo de Dilma Rousseff, mas ele sempre recusou a ideia com o objetivo de continuar no Senado. Outro complicador é que o ex-governador foi o responsável pela indicação de Luiz Antônio Pagot para o comando do Dnit, cargo que deverá ser investigado pelo novo ministro diante da crise.

Leia também:  Vereador vai à Cuiabá procurar parcerias entre os poderes

Maggi afirmou, através da assessoria, não existir nenhuma discussão sobre o assunto e frisou ainda não ter interesse em mudar de cargo. Muitos republicanos de Mato Grosso e da direção nacional da legenda já alegam que ele seria um dos melhores nomes principalmente por causa da influência do parlamentar.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.