O senador Pedro Taques (PDT), parece que ainda não encontrou a fórmula certa entre o discurso e a prática, prova disso foi à relação de gastos da “Cota de Exercício Parlamentar” a que cada senador tem direito, Taques é o 18º senador que mais gastou em todo o país, custando aos bolsos do contribuinte R$ 75,9 mil em apenas seis meses, ou seja, com o custo mensal do parlamentar, sem contar o salário, poderíamos pagar 23 trabalhadores com um salário mínimo.

Já os senadores Blairo Maggi (PR) e Jayme Campos (DEM), tiveram gastos mais modestos. Jayme Campos (DEM) usou R$ 61,3 mil e aparece no 43ª posição do ranking do site congresso em foco, na relação de gastos de Jayme a maior despesa foi com locomoção, usando R$ 43,4 mil, R$ 15,3 mil com divulgação, R$ 2,1 mil com aluguéis, R$ 490 com passagens e R$ 60 com materiais.

Leia também:  Casal de namorados é assassinado com 26 tiros em frente de casa em GO

O senado Blairo conforme o levantamento foi o mato-grossense que menos usou a indenizatória, somando R$ 46,7 mil – na 57ª posição. O maior gasto, R$ 22,7 mil, foi com locomoção, aluguéis consumiram R$ 22,5 mil e, materiais diversos, R$ 1,5 mil.

Conforme a pesquisa, o senador Pedro Taques (PDT), gastou R$ 37,8 mil com aluguéis, R$ 11 mil com locomoção, R$ 9,6 mil com consultoria, mais R$ 9,6 mil com materiais diversos, R$ 4,4 mil com passagens e R$ 3,3 mil com divulgação.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.