A operadora de telefonia de celular Vivo, mais uma vez enviou nota para toda a imprensa pedindo desculpas e avisando que em breve os problemas da péssima qualidade do serviço serão sanados.

No início do ano a operadora imputou os problemas de operação a prefeitura municipal, que não liberava a construção de mais três torres na cidade, logo após conseguir a licença, a operadora em nota oficial declarou que em noventa dias o problema estaria sanado, passados mais de 90 dias a operadora agora emite nova nota dizendo que só após a construção de 11 novas estações é que o sistema voltará ao normal.

O Partido Popular Socialista (PPS) ingressou com uma denúncia contra a operadora no Ministério Público, mas ao que parece a Vivo pouco se importou com a denúncia, pois em novo comunicado a operadora indiretamente volta a empurrar o problema para a administração municipal, quando afirma que só falta a liberação do poder público para a instalação das 11 novas torres.

Se antes com três torres o problema estaria resolvido, porque agora depois das três instaladas ainda soa precisas mais 11? Falta compromisso da operadora com a população.

VEJA A NOTA DIVULGADA

Nota à Imprensa

A Vivo informa que com o objetivo de ampliar a capacidade de tráfego de chamadas em Rondonópolis, assim como melhorar a qualidade de sinal em alguns bairros da cidade, continua trabalhando para ativar 11 novas Estações Rádio Base na localidade.

As Estações que serão instaladas para melhorar o atendimento no Conjunto São José, Jardim Serra Dourada e Jardim Europa já foram liberadas para construção. No caso das Estações que irão ampliar a cobertura na Vila Olinda, Jardim Monte Líbano, Santa Cruz, Colina Verde, Cohab Rio Vermelho, Jardim Sumaré, Jardim Industrial e região do aeroporto, a Vivo está providenciando a documentação necessária para obter autorização do município para a instalação dos equipamentos.

A Vivo agradece a compreensão dos seus usuários e reafirma o compromisso com a qualidade dos serviços prestados.

Assessoria de Imprensa Vivo

Advertisements
COMPARTILHAR

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.