O governo do Blairo que tinha como ajudantes de ordem vários oficiais, acabou por não avançar no setor de segurança, Em termos salariais, privilegiou os escalões superiores em detrimento dos profissionais da ponta. Quando estes reclamaram foram bem ao estilo Sadam.
Houve descontentamento, também com o sistema de promoção, pois o governo feriu de morte tradição de mais de 100 anos.
As promoções de oficiais, como Eumar Novacki atropelaram a Lei, o TJ chegou a anula-las mas, elas acabaram por se efetivarem posteriormente.
A Polícia Militar, é uma das corporações que mais trabalham e também é a que recebe mais reclamos da sociedade, a culpa não é dos que estão na ponta. O caso é que os meios que os funcionários possuem não são suficientes para prestarem serviço de qualidade, incluído ai, a forma como são tratados e treinados.
. Além da falta de equipamentos, existe também o deficit humano, hoje temos municípios que são guarnecidos por um policial por plantão.
Quanto a legislação, a PM é um samba de “criolo doido”, os de menor patente ficam “azuis” de raiva por verem a todo o momento a legislação sendo descumprida, indiscriminadamente, pelo Governo do Estado, que promove quem quer, a hora que quer, a tropa não tem como reclamar pois vive sobre a lei da mordaça.
A Lei de Promoção prevê uma série de requisitos tais como a publicação do quadro de acesso dos oficiais que estão credenciados para serem promovidos; o quadro de acesso precisa ser publicado no prazo de 30 dias antes das promoções; e a divulgação do número de vagas. Mas nem sempre isto é levado em conta.

Leia também:  Uma empresa, a solução perfeita e a miopia de uma equipe

Na Constituição está escrito, no artigo 5, que todos são iguais perante a lei, mas no governo Blairo alguns foram mais iguais que outros, a promoção do atual Coronel Taboreli só saiu porque a AL interviu, ele já estava apto a promoção quando Novack entrou para a PM, e este foi promovido primeiro.
.O caso é que a PMMT após Blairo, mais parece uma cozinha é cheia de panelas.
Paralelo a isto, a legislação da PM é arcaica o que torna a gestão cheia de atos e métodos medievais de perseguição e ameaças. Basta ver o que ocorreu na ultima greve, demissões e transferências como castigo.
Se alguém ligar agora pra o número190 e perguntar pra um soldado se ele está recebendo fardamento ele com certeza, dirá que não está autorizado a dizer, se está recebendo ou não, sabem porque? Mordaça.
É este tipo de cidadão amedrontado, humilhado, mal pago, que é responsável por dar segurança a população.
Esta é a nossa PM de cada dia.

Leia também:  Administrar é chegar antes

José Antonio dos Santos Medeiros
Suplente Senado-MT

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.