Casal protagonista de Fina Estampa mostra sintonia | Foto: Divulgação

Se depender do empenho de Caio Castro e Adriana Birolli, não vai faltar paixão ao casal que os dois formarão em ‘Fina Estampa’. Quando descobriram que seus personagens, Antenor e Patrícia, viveriam uma história de amor na próxima novela das nove, que estreia amanhã, na Globo, os atores marcaram um encontro para se conhecer. Antes de entrarem no estúdio, já estavam bem à vontade, com a química afinada.

“É complicado se você deixa para conhecer a pessoa na hora. Calhou de fazermos juntos uma campanha publicitária. Trocamos telefones e combinamos um chope. Foi importante para quebrar o gelo, ouvir a voz dela, criar uma empatia”, conta ele. “Caio é um excelente colega, totalmente dedicado ao trabalho. Tenho me divertido muito vivendo esse romance com ele”, empolga-se a atriz.

Os dois já começam a história de Aguinaldo Silva como namorados. Por isso, o tal entrosamento que tanto é cobrado dos casais protagonistas tem que funcionar de cara para conquistar o público. Mas cada um tem uma opinião sobre a polêmica questão.

“Acredito que as pessoas possam ter essa empatia e ponto final. Mas também acho que é preciso trabalhar para consegui-la”, teoriza Adriana. “É o santo que bate, não tem jeito. Por mais que a gente estude, leia o texto, é algo que ultrapassa o gesto mecânico, tem que fluir naturalmente”, aposta o ator.

Leia também:  O Rico e Lázaro | Daniel é salvo por um anjo do Senhor e recebe a visita de Ezequiel

Se Caio e Adriana demonstram estar em perfeita sintonia como dizem, a ponto de despertarem comentários sobre um possível envolvimento fora dos estúdios, o discurso deles muda totalmente quando falam da própria vida amorosa. Ele estaria namorando Aline Rosa, vocalista da banda Cheiro de Amor. Os dois se conheceram no Carnaval deste ano, em Salvador, quando ainda circulavam boatos de que o galã estaria com Ísis Valverde, seu par romântico em ‘Ti-ti-ti’. Mas o ator se faz de sonso e não confirma o relacionamento com a cantora. Já Adriana jura estar solteira há dois anos, após terminar um namoro de seis.

“É melhor estar sozinha do que mal-acompanhada”, diz ela.

Na trama das 21h, ele viverá um ambicioso estudante de medicina, que esconde ser de origem humilde e tem vergonha da mãe, a portuguesa Griselda (Lilia Cabral), conhecida como ‘marido de aluguel’ por fazer serviços de homem para sustentar a família. Já Adriana será uma jovem rica, estudante de psicologia, filha de Tereza Cristina (Christiane Torloni) e René Velmont (Dalton Vigh).

Leia também:  Rico e Lázaro | Lior se surpreende com o retorno de Asher à Babilônia

“Patrícia é romântica, do bem. Está apaixonada pelo Antenor, quer ter uma família, mas não sabe que ele mente. Mais tarde, ela vai se deparar com situações que vão fazê-la mudar”, conta a atriz. Na verdade, a riquinha vai se decepcionar com o namorado.

Apesar das mentiras de seu personagem, que também destrata a mãe porque ela tem um jeitão masculino, Caio não o considera um vilão. “Ele quer ser cirurgião plástico, crescer na vida. O fato de a mãe fazer trabalho de homem e se vestir com roupas masculinas o incomoda. Preferia que ela fosse faxineira, por exemplo. Antenor tem muita ambição e ama Patrícia de verdade. Mas ele teme ser rejeitado pela família dela se descobrirem que é pobre”, diz.

Enquanto Adriana Birolli, 23 anos, está de volta a uma novela das nove (ela fez ‘Viver a Vida’), Caio Castro, 22, é estreante no horário nobre. Após o sucesso em ‘Ti-ti-ti’ como o mocinho Edgard, ele garante não sentir o aumento da responsabilidade por estar numa vitrine maior.

Leia também:  O Rico e Lázaro | Ravina diz que Matias deve se casar com Gadise

“Tenho um p… papel, depositaram fichas em mim. O mínimo que posso fazer é corresponder, fazer bem o trabalho. Eu é que me cobro muito”, afirma o ator paulista, que foi descoberto em um concurso do ‘Caldeirão do Huck’ e estreou em ‘Malhação’, atuando em três temporadas. “Não me planejei para isso. As coisas foram meio que acontecendo comigo. Mas sempre tive apoio do meu pai para seguir a carreira. Já minha mãe tinha o pé atrás, queria que eu estudasse, tivesse uma formação acadêmica”, entrega.

Revelada em ‘Viver a Vida’, em que interpretou a antipática Isabel, a atriz paranaense conta que recebeu o apoio dos pais quando veio para o Rio cursar a Oficina de Atores da Globo. Três anos depois, acha natural que haja mais expectativas sobre seu trabalho.

“A novela influencia o comportamento de muitas pessoas. Se eu achasse que é só decorar o texto e gravar, meu trabalho não teria muito sentido. Ninguém passa despercebido numa novela das nove. Isso não existe. Ou você entra em cena ou não”, avalia.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.