Foto: arquivo / AGORA MT

Representantes dos auxiliares de higienização apresentaram um ofício de protesto, na sede Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Rondonópolis (SISPMUR), onde externaram o descontentamento por não participar do Fórum da Educação, que foi realizado entre os dias 17 e 19 de agosto no Caiçara Tênis Clube.

O presidente do Sispmur, Rubens de Oliveira Paulo, disse que a reclamação dos servidores se dá pelo fato de terem sido impedidos de participar do evento, sob a alegação de falta de vagas, contudo houve espaço de sobra para a participação dos auxiliares de higienização. A previsão dos organizadores, Conselho de Educação  e Secretaria Municipal de Educação, seria de receber 1600 pessoas e houve várias vagas.

Leia também:  Repasse de ICMS deve aumentar em 2018 em Rondonópolis

No ofício a categoria afirma que foi excluída, o que é um desrespeito com os auxiliares que trabalham juntamente com os professores na educação infantil, e observou que a maioria dos servidores é graduada e alguns pós-graduados.

O presidente do Conselho de Educação, Elson Lemos dos Santos, argumentou que a falta de vagas foi real, mas o principal motivo da não participação dos auxiliares de higienização seria o foco do Fórum, que seria a ‘avalição no ciclo de formação humana’ e por mais que os profissionais auxiliem nos trabalhos nas escolas todas as decisões em sala, relatórios e prestações de conta cabem aos professores.

Outro fator observado pelo presidente do Conselho é que em primeiro instante o Fórum seria aplicado para os professores do ensino fundamental, de 1 a 9 ano, e posteriormente foi estendido aos professores do ensino infantil.

Leia também:  Projeto para a biblioteca Manoel Severino fomenta debates sobre assuntos da atualidade
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.