Foto: arquivo / AGORA MT

Os veículos que foram apreendidos por alguma irregularidade não estão mais cabendo no pátio do Detran de Rondonópolis, alguns já estão até ocupando o local onde acontece a vistoria, o que dificulta o trabalho. Nas últimas duas semanas foram recolhidos 188 veículos o que sobrecarregou ainda mais o espaço, fazendo com que o Detran pedisse a Polícia Militar para que parasse com as blitz por falta de um local para guardar os carros e as motos apreendidas.

O diretor do Detran, Carlos Antônio Nazare, afirmou que as apreensões foram suspensas até que o problema seja solucionado e que apenas serão retirados do trânsito os veículos em situações específicas, onde o motorista esteja oferecendo risco a si mesmo ou a outras pessoas. “A empresa Coder já cedeu um terreno para que possa ser utilizado com essa finalidade, mas o local ainda precisa de aprovação da Câmara e depois de alguns reparos”, fala.

Leia também:  206 vagas de empregos para Rondonópolis (02/05)

De acordo com o diretor também está sendo aguardada a chegada do Comandante do Batalhão de Trânsito de Mato Grosso que também é responsável pelo Guarda Patrimonial do Estado, Coronel Batista, para que alguns outros problemas do setor sejam resolvidos.

Nazare explicou que os veículos apreendidos têm até 90 dias para ficar no Pátio e que depois do prazo eles devem ir para leilão. “Estamos com 300 motos e 50 carros aguardando para serem leiloados, espaço que poderia já estar vago”, fala.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.