Foto: arq
Foto: arquivo / AGORA MT

Após período de estagnação, o movimento “Mato Grosso Muito Mais” retoma as atividades com um imenso “abacaxi”. As principais lideranças do movimento querem enquadrar o presidente do diretório regional do PSB e deputado federal, Valtenir Pereira.

Isso porque ele não estaria valorizando o empresário e provável candidato à prefeitura de Cuiabá em 2012, Mauro Mendes (PSB). A crise é tanta que os aliados de Mendes estudam a possibilidade de propor ao empresário deixar o PSB caso Valtenir não mude sua postura.

A pressão ao dirigente partidário sobre o tratamento interno com o empresário deve ocasionar uma rota de colisão entre o movimento e Valtenir Pereira.

De acordo com o deputado estadual e presidente do diretório regional do PPS, Percival Muniz, o deputado federal será chamado para uma reunião onde será discutido as insatisfações e a possibilidade de Mauro trocar o PSB por uma das siglas que fazem parte do movimento, como o PDT e PPS.

“Vamos nos reunir ainda esta  semana para definir a questão do Mauro Mendes. Percebemos que o presidente do PSB não tem valorizado o Mauro, desconsiderando inclusive sua liderança política e eleitoral. Ele [Valtenir] está engessado atualmente na legenda”, confirmou o líder do PPS que tem o apoio do senador Pedro Taques (PDT)

Sempre polêmico, Percival Muniz disse que pode convidar Mauro Mendes para se filiar ao seu partido. “Posso convidar ele sem problema ou sugerir que ele mude para outro partido do movimento”, defendeu o socialista.

Porém, antes de chegar ao ponto de sugerir mudança de partido, o movimento deve tentar “resolver” as questões internas do PSB. Questionado se o empresário tem conhecimento das articulações, o deputado estadual confirmou que sim, e a reunião será agendada depois de um encontro entre Percival Muniz e o senador Pedro Taques (PDT).

Já Taques disse que tem conhecimento da reunião que será realizada com Valtenir Pereira e concorda com os posicionamentos de Percival Muniz. “Concordo inteiramente e já estou sabendo. Porém, não vou me adiantar, pois este assunto deve ser debatido internamente entre os membros do movimento”, explicou o senador pedetista.

DIVERGÊNCIAS

As divergências internas no PSB entre Valtenir Pereira e Mauro Mendes começaram na campanha eleitoral do ano passado. Enquanto o presidente da legenda tentou buscar coligação com o grupo do governador Silval Barbosa (PMDB), o empresário defendia que a legenda caminhasse para a oposição, o que aconteceu efetivamente depois.

Porém, nos bastidores, os comentários são de que o deputado federal teria feito “corpo mole” e não apoiou Mauro Mendes com tanta ênfase. Isso também teria acontecido nas eleições de 2008, quando Mendes disputou a prefeitura de Cuiabá.

Advertisements
COMPARTILHAR

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.