O vice-prefeito de Campinas (SP), Demétrio Vilagra (PT), que deve assumir na próxima terça (23) a prefeitura da cidade, também é alvo da investigação do Ministério Público. Vilagra é suspeito de ter recebido propina de empresários e chegou a ser preso durante as investigações. Porém, ele sempre negou as acusações. Mesmo sem ter bancada na Câmara, o PSOL chegou a protocolar um pedido de instauração de uma Comissão Processante para investigar o vice-prefeito.

Segundo a assessoria da Casa, a solicitação foi arquivada após um parecer da Procuradoria Técnica Judicial, que alegou não existir na legislação um item que prevê a cassação do vice por ser um cargo de expectativa. Mas, após assumir a prefeitura, Vilagra pode ser alvo de uma CPI, caso haja solicitação dos vereadores.

COMPARTILHAR

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.