Foto: Varlei Cordova / AGORA

O 1º Dieja, Dia do EJA, realizado pela Secretaria de Educação luta contra o alto índice de analfabetismo no Estado e município. O evento, realizado na manhã desta sexta-feira (26/08) na Praça Brasil, expos trabalhos realizados pelos alunos do programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA) como forma de incentivar os 22 mil analfabetos de Rondonópolis a iniciarem os estudos.

Carmem Lucia Giuntini, gerente da Divisão do Programa de Educação de Jovens e Adultos (EJA), afirmou que o número de analfabetos em Rondonópolis é muitíssimo alto e a exposição tem como objetivo trazer essas pessoas para a sala de aula. “Temos 22 mil analfabetos em Rondonópolis, sendo 6 mil analfabetos absolutos, em Mato Grosso foram registados 833 mil pessoas que não conseguem ler e escrever. Queremos mudar essa situação é mostrar que nunca é tarde para que uma pessoa possa retornar à sala de aula”, disse  a gerente que destacou o ensino diferenciado apresentado no EJA e no programa Brasil Alfabetizado.

Leia também:  1° Festiflora acontece nesta sexta, sábado e domingo em Rondonópolis

Segundo Carmem, em Rondonópolis estão cadastrados no EJA 2.300 pessoas e 700 adultos no programa Brasil Alfabetizado, distribuídos no em escolas, centros comunitários, na Casa Esperança, assentamentos, no CPAS do Hospital Psiquiátrico Paulo de Tarso, na Mata Grande, na cadeia pública e outros locais.

“Os programas de combate ao analfabetismo trabalham com a individualidade de cada pessoa, respeitando o tempo do aluno. Temos vários locais onde as pessoas podem se alfabetizadas e podem ser realizados grupos até mesmo no casa de um dos educadores, conforme a necessidade”, concluiu Carmem.

Participam do 1º Dieja 20 escolas de quatro municípios da região sul do Estado. No período vespertino será realizado um Fórum na escola Sagrado Coração de Jesus.

Leia também:  'Campeonato Brasileiro de Futebol de Surdos' acontece neste sábado em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.