Foto: arquivo / AGORA MT

As exportações de produções rondonopolitanas para o exterior proporcionaram, no primeiro semestre, US$ 355,7 milhões em negócios. O percentual é 15,72% inferior em relação ao mesmo período do ano anterior, quando a balança comercial registrava US$ 422,1 milhões, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Apenas em junho a queda foi de 7,54% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram US$ 87,8 milhões em negócios enquanto, no mesmo período do ano passado, o Ministério registrou pouco mais de US$ 95 milhões com a venda de grãos, carnes e outros produtos.

O principal produto exportado corresponde a bagaços e outros resíduos sólidos da extração do óleo de soja, com US$ 259,3 milhões. Em seguida aparece o óleo de soja bruto, com US$ 29,5 milhões. Grãos de soja (incluindo triturados) é o terceiro do “ranking”, com US$ 25,9 milhões. Carnes de porco aparece em quarto, com US$ 19 milhões.

A lista tem mais 25 produtos diferentes, enviados a pelo menos 30 destinos diferentes. Com a Holanda, por exemplo, os negócios somam US$ 95,3 milhões. Já com a Tailândia, fecharam os seis meses contabilizando US$ 34,4 milhões. Com a China, foram US$ 29,3 milhões.

O resultado de Rondonópolis é oposto ao cenário estadual. os produtos comercializados por Mato Grosso em junho resultaram em US$ 988,8 milhões enquanto que, no mesmo período de 2010, foram US$ 768,4 milhões (alta de 28,6%).

Advertisements
COMPARTILHAR

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.