Foto: arquivo / AGORA MT

O vereador Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (PMDB), voltou a criticar a direção da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (CODER). A crítica, feita da tribuna da Câmara na última sessão, recai sobre a falta de combustível para o abastecimento dos carros e  ausência de mutirões de limpeza para sanar os problemas dos bairros.

“Cheguei à CODER para uma visita e fiquei sabendo que não tinha combustível para abastecer os carros. Isso não pode acontecer, é inadmissível. Sem falar que o período de chuva já começa a se aproximar e ainda têm bairros que precisam ser atendidos pela companhia e nada é feito. Se deixarmos pra fazer depois do período de chuvas, ai vamos ver os estragos, disparou o peemedebista.

Leia também:  MPE entra com ação para município criar abrigo e esterilizar animais de rua

Fulô ainda criticou a ausência de toda a diretoria da CODER em plena segunda-feira (22/08), primeiro dia útil da semana. “Cheguei logo de manha e não tinha a presença de ninguém da diretoria ainda, sendo que o presidente Darci Lovato foi chegar às 08h30. Do jeito que se encontra lá vai ser difícil o negócio funcionar. Quem ocupa cargo de confiança tem que chegar cedo ao serviço para trabalhar”.

Outro parlamentar que aproveitou para denunciar a falta de pagamentos das empresas terceirizadas que prestam serviço a CODER, foi o vereador Reginaldo dos Santos (PPS). “Quero aproveitar para denunciar que tem empreiteiros com pagamento atrasado e a direção não se pronuncia”.
Segundo informações recebidas pelo AGORA MT, essas empresas não denunciam para não perder o contrato e parar o serviço.

Leia também:  STF autoriza abertura de inquérito para investigar delação de Silval
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.