Arquivo Agora MT

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso declarou ilegal a greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT). A decisão proferida pelo desembargador Rui Ramos Ribeiro, nesta sexta-feira (05/08), teve como argumento o não cumprimento de 30% do efetivo que deve estar de plantão e determinou a volta imediata dos funcionários aos serviços sob pena de multa diária de R$ 20 mil ao sindicato da categoria.

O magistrado entendeu que os servidores do Detran abusaram do direito de greve, já que não honraram com o acordo de que 30% dos servidores cumpririam suas funções e que todas as agências do Detran e Ciretran continuariam atendendo à população.

Leia também:  Brinquedos e roupas estão em alta na lista de presentes para o Dia das Crianças

De acordo com o diretor do Detran de Rondonópolis, Carlos Antônio Nazário, 30% do efetivo continuam trabalhando para oferecer serviços como vistoria, abertura de processos e emissão de documentos.

Segundo informações do servidor do Detran Rondonópolis, Fernando Lira, o Governador Silval reapresentou a proposta que fora rejeitada pela categoria anteriormente e que até onde tem conhecimento o sindicato ainda não foi notificado da decisão judicial.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.