FOTO DIVULGAÇÃO/PJC

Júlio César Delfino,de 23 anos de idade,mais conhecido pelo apelido de ‘GU’ foi preso na tarde desta quarta feira (03) em Rondonópolis.A prisão foi resultado de um trabalho conjunto entre policiais civis da cidade de Campo Belo,cidade localizada ao sul de Minas Gerais e do plantão mantido no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) de Rondonópolis.

A operação coordenada pelo delegado Antonio Carlos de Araujo se deu por conta de um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça da cidade de Campo Belo no mês de abril deste ano.

Júlio é acusado de ser o mandante do homicídio que vitimou Júlio César Sabino Batista,15 anos de idade.Júlio que estava desaparecido desde o primeiro dia do mês de março foi encontrado morto e enterrado na zona rural de Campo Belo 14 dias depois.

Leia também:  Criminosos entram em motel roubam hóspedes e faz funcionária de refém

Ainda naquela cidade foram apreendidos três menores e preso um maior acusados de terem praticado o crime.De acordo com as informações da polícia,a vítima teria sido sequestrada e espancada enquanto era levada para o local da consumação do crime.Lá,Júlio teria sido submetido à uma sessão de tortura enquanto via a própria cova sendo cavada.

De acordo com relatos dos envolvidos no crime e informações da polícia,duas linhas teriam sido ventiladas como motivação para o crime,uma estaria ligada ao tráfico de drogas e a segunda relacionada à crime passional,a vítima estaria tendo um caso com a namorada do mandante do crime.Ainda segundo a polícia,se manteve a segunda possibilidade como motivação.

Júlio César Delfino,foi preso em uma casa localizada no bairro Pedra 90 em Rondonópolis,local para onde ele teria fugido logo depois do crime.

Leia também:  Alta Floresta | Pai e filho morrem em hospital após explosão de gás
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.