A Laserlipólise tem o mesmo efeito da lipo convencional, mas é menos traumática ao paciente Divulgação

Os tratamentos estéticos nunca mais foram os mesmos depois do laser. A emissão de luz se tornou um dos métodos mais eficientes para finalidades tão diferentes como a depilação e a estimulação de colágeno para o rejuvenescimento. Agora, também tem mostrado bons resultados em lipoaspirações. Batizada como Laserlipólise, a novidade utiliza a tecnologia a laser, dispensando o uso das técnicas antigas do vaivém e das cânulas com sucção.

João Carlos Pereira, fundador e membro da Sociedade Brasileira de Laser e da Sociedade Brasileira de Dermatologia, afirma que a Laserlipólise é um método revolucionário, pois elimina a gordura ao mesmo tempo em que promove a retração da pele (também conhecida por skin tightening).

Como funciona
“A Laserlipólise é feita com o aparelho SlimLaser, que utiliza uma haste fina de quartzo que é introduzida por um furo milimétrico no corpo do paciente sem deixar cicatrizes. Através desta haste, o aparelho emite um feixe de luz que segue direto para a camada gordurosa, destruindo estas células gradativamente. Além de eliminar a gordura, ele atua sob a pele na derme profunda (área do colágeno) estimulando intensamente sua produção o que retrai a pele flácida”, explica o médico.

Leia também:  Conheça as tendências de acessórios que são a aposta do momento | Moda e Beleza

A lipo com laser tem, entre suas vantagens, o fato de não danificar as áreas tratadas, além de ser menos traumática, mais segura e provocar menos inchaço e dor quando comparada ao método tradicional.  “A recuperação também é mais rápida e confortável. No entanto, apesar da Laserlipólise ser um método mais seguro, os cuidados e procedimentos de segurança devem ser observados da mesma forma”, destaca o doutor João Carlos.

Cuidados
Assim como a lipoaspiração, a técnica deve ser realizada em um centro cirúrgico hospitalar. “Como qualquer outro procedimento cirúrgico, a Laserlipólise está sujeita aos riscos, apesar de ser considerada extremamente segura”, justifica o dermatologista. Feita com anestesia local, a Laserlipólise também tem as mesmas contraindicações e exige os mesmo cuidados pré-operatórios da lipo convencional.

Leia também:  Aprenda dicas rápidas para uma maquiagem perfeita

Por outro lado, o novo método não exige internação e, no pós-operatório, o uso de faixas compressivas está limitado, no máximo, a uma semana. “Hematomas na pele também são raros”, complementa o médico. A Laserlipólise é permitida para maiores de 18 anos.

Clínica Derm
Tel.: (17) 4009-5500

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.