Foto da internet

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), divulgado hoje (02/08) apontam que Mato Grosso é o segundo no ranking de devastação florestal no mês de julho. O Desmatamento em Tempo Real da Amazônia Legal (Deter) registrou 312,7 km² de floresta derrubada, uma área equivalente a 195 vezes o Parque Ibirapuera.

De acordo com o Inpe, esse número registrado é 28,3% maior que o mesmo período do ano anterior, quando foi registrado 243,7 km²  de derrubada e 16,7% maior que o de maio deste ano, quando o índice foi de 267,9 km².

Mesmo com a redução de 93,7 km² em maio para 81,5 km² de florestas derrubadas detectadas em junho, Mato Grosso permanece como segundo maior no índice de desflorestamento.

Leia também:  Observatório Social apresentou o ‘balanço’ do trabalho deste ano

Pará é o Estado que mais desmatou, sendo responsável por 119,6 km² do desflorestamento na Amazônia Legal, o que corresponde a mais de um terço do total da área.

O instituto sediado em São José dos Campos (SP) sempre ressalta, que em função da cobertura de nuvens variável de um mês para outro e, também, da resolução dos satélites, os dados do Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) não representam medição exata do desmatamento mensal na região.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.