Foto Varlei Cordova - Agora MT

Os moradores do Jardim Alvorada estão cansados com o descaso dos órgãos competentes em relação à proibição do tráfego de carretas no bairro. A comunidade informou que o bairro está sendo prejudicado com o grande movimento desses veículos, principalmente nos fim de semana, quando os motoristas deixam as carretas carregadas paradas nas ruas causando transtorno e danos ao asfalto.

A dona de casa, Joana Pereira dos Santos, vive no bairro há dois anos e afirma que isso sempre aconteceu no local.

Foto Varlei Cordova - Agora MT

“Desde que moro aqui temos esse problema, toda semana há caminhões estacionados no lado da minha casa, como o veículo é de grande porte impede quase totalmente a rua, fica difícil de outros carros passarem pelo local”, diz.

Leia também:  IFMT promove palestra sobre ciência para educadores de Rondonópolis

Joana falou que devido ao peso dessas carretas as ruas do bairro estão danificadas, sem contar o meio fio e os bueiros que são quebrados quase toda semana. “Hoje mesmo a Coder estava concertando um bueiro que foi quebrado com o peso da carreta”, fala.

Os moradores também se preocupam com a segurança das crianças, já que com o veículo tão grande transitando pelas ruas aumenta a possibilidade de acidentes. A ponte que dá acesso ao bairro já chegou a cair depois da passagem de uma carreta, com o incidente foi necessário colocar um obstáculo para que impeça o tráfego de caminhões.

O secretário de trânsito, Rodrigo Lugli, afirmou que a situação também tem preocupado o setor, mas que para isso não ocorra mais no bairro é preciso ter a cooperação dos moradores. “Quando a comunidade ver um caminhão trafegando ou parado de forma irregular deve denunciar para que a secretaria faça a punição devida”, conta.

Leia também:  Dia dos Pais | Rondonopolitano deve gastar entre R$ 50 e R$ 100 com presente

Temos intensificado as fiscalizações nos pontos mais crônicos da cidade, mas infelizmente o Jardim Alvorada fica próximo ao acesso de distrito industrial, o que facilita o tráfego.

“O que quero deixar bem claro é que é permitida a entrada dos caminhões que precisam fazer entregas no perímetro urbano, à proibição é para as carretas que tem como destino de entrega outras localidades e cortam por dentro da cidade. Também não é permitido que motorista estacionem os caminhões em bairros sem que seja o seu destino de descarga, mesmo que seja em frente de sua casa”, alega.

Lugli também comentou que caso ocorra algum tipo de acidente envolvendo esses veículos em situação irregular, o motorista e a empresa serão responsabilizados pelos danos. “As carretas que forem pegas trafegando ou estacionadas com irregularidades serão autuadas e terão que retirar o veículo do local”, finaliza. O telefone da secretaria para denúncias é (66) 3411- 5300.

Leia também:  Temperaturas devem chegar a 14°C no fim de semana em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.