Foto Varlei Cordova / Agora MT

Posto de Saúde Familiar (PSF) do bairro Cidade Alta amanheceu trancado nesta sexta-feira (19/08), os moradores impediram o atendimento na unidade para evitar que quatro funcionárias sejam transferidas.

O presidente do bairro, José Fernandes Santana, argumentou que as servidoras trabalham há muitos anos no PSF e os moradores não gostariam que a equipe fosse remanejada de forma arbitrária e também que a transferência das servidoras seria resultado de perseguição proveniente de um desentendimento interno.

A coordenadora do Departamento de Atenção a Saúde, Simone Rezende, explicou aos moradores, na Secretaria de Saúde, que as transferências têm como objetivo melhorias na produtividade da equipe técnica que está abaixo do esperado.

Leia também:  Brasil joga primeira partida do Grand Prix em Cuiabá

“Todos os meses fazemos um acompanhamento do desempenho dos PSFs e observamos que no bairro em questão, as funcionárias estão acomodadas, acreditamos que com a mudança as servidoras tenham mais animo e realizem as atividades conforme o esperado. E consequentemente a comunidade também será beneficiada, pois alguns projetos passarão a ser realizados”, declarou Simone.

Após a reunião os moradores decidiram reabrir o PSF e a coordenadora se comprometeu em comparecer no bairro, na próxima quinta-feira (25/08) e apresentar os resultados a comunidade.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.