A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontou que 28 motociclistas morreram neste ano nas cinco estradas federais que cortam o estado de Mato Grosso. Em relação ao mesmo período de 2010, houve aumento de 75% no número de mortes. Nos oito primeiros meses do ano passado, 16 pessoas faleceram por envolvimento em acidentes com moto.

O levantamento também revelou que a maioria dos 263 acidentes aconteceu quando a pista estava seca, em plena luz do dia, e teria sido motivado por falta de atenção do condutor da moto. As outras duas principais causas foram a ingestão de álcool e o desrespeito à distância de segurança. Ainda conforme a PRF, ao menos 13% dos 1924 acidentes envolvendo todos os tipos de veículos têm envolvimento de motociclistas.

Leia também:  Coder mantém equipes sob alerta durante forte chuva

Para evitar acidentes, a polícia rodoviária emitiu um alerta com algumas dicas para os motociclistas. Usar os equipamentos de segurança, como capacete. Fazer uma inspeção na motocicleta antes de viajar. Utilizar os dois freios para equilibrar melhor a moto. Além disso, a PRF lembra que o motociclistas deve evitar transitar “costurando” e entre os corredores da pista.

Segundo o inspetor José Hélio, a polícia deve intensificar as orientações aos motociclistas em virtude do alto número de vítimas. Ele disse que o levantamento já foi encaminhado para o setor de Policiamento e Fiscalização da PRF que estuda a possibilidade de efetuar operações específicas, principalmente, nas áreas próximas aos perímetros urbanos de cidades como Cuiabá e Rondonópolis, a 210 km da capital.

Leia também:  Aproximadamente 6,7 mil pessoas já negociaram dívidas com o município
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.