Foto: arquivo / AGORA MT

Os vereadores de Itiquira votaram a favor da abertura da Comissão Processante para investigar o prefeito afastado de Itiquira, Ernani José Sander / Nani (PSDB), que é acusado de desviar dinheiro público. O parecer da comissão poderá resultar na cassação do mandato de Nani.

O presidente da Comissão Processante, vereador João Carlos de Oliveira (DEM), conhecido como João do Mercado, afirmou que foi apresentada uma denuncia contra Nani, onde consta que o prefeito afastado comprou mais de R$ 70 mil em livros escolares para a rede pública ensino e que o material nunca foi entregue. E de acordo com informações na investigação do Ministério Público e empresa contratada para entregar os livros, Tema, não existe há muito tempo e que nunca prestou serviço junto a prefeitura.

Leia também:  Servidores do Detran aprovam indicativo de greve

O MP propôs cinco ações civis públicas contra Nani, entre as acusações estão fraudes nas licitações para compra de livros didáticos, utilização de “laranjas” em contratos firmados com a prefeitura para desviar recursos, superfaturamentos na compra de terrenos onde seriam construídas estações de tratamento de água e esgoto, além da presença de funcionários fantasmas na sede do Executivo.

As investigações da Câmara seguiram independente do Ministério Público. João do Mercado afirmou que Nani será intimado a prestar depoimento, e depois de concluído os trabalhos de investigação apresentará o relatório com o parecer, positivo ou não. Caso a comissão o julgue culpado e a Câmara aceite o parece, Ernani José Sander, será cassado.

Leia também:  Governo paga salários dos servidores da ativa
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.