O prefeito José Carlos do Pátio (PMDB) deve se afastar do cargo logo após a visita do governador Silval Barbosa (PMDB) a Rondonópolis, abrindo espaço para que a sua vice-prefeita, Marília Salles (PSDB), assuma o comando temporário da prefeitura municipal, a confirmação foi feita ao AGORA MT, pelo próprio Pátio (PMDB), na noite de sexta-feira (12/08), durante a sua visita ao stand do site na EXPOSUL. “Tenho muitos projetos para acompanhar em Brasília e em virtude disso estou estudando a possibilidade de pedir um afastamento, logo depois do governo Itinerante que acontece no dia 19 desse mês, mas posso adiantar que ainda não tem data e nem período certo para acontecer”, revelou o prefeito.

Leia também:  Governo do Estado lança plano de combate às queimadas nesta quarta-feira

Nos bastidores circula a informação de que o afastamento do prefeito só não haveria acontecido ainda, por conta da possibilidade da instalação do governo itinerante de Silval, mas, com os sucessivos adiamentos, Pátio deve viajar logo após o dia 19 de agosto, mesmo que haja novo adiamento da visita do governador.

A decisão de afastamento de Pátio e a posse de Marília como prefeito, pode também indicar uma reaproximação de Rogério Salles com a administração municipal, pois, desde que anunciou sua pré-candidatura a prefeito pelo seu partido, Rogério tem se afastado do núcleo de decisões do grupo de Pátio.

A vice-prefeita Marília Salles é esposa do ex-prefeito e ex-governador Rogério Salles (PSDB), ao assumir a posição de prefeito, Marília vai se tornar a primeira mulher a ocupar o cargo no município.

Leia também:  Paranatinga e Juscimeira recebem Ações Integradas de Cidadanias

SEM ESPERAR MAIS

O pedido de afastamento de Pátio, pode ainda gerar um outro fato político, pois isolado do poder central do governo estadual, Pátio tentará durante sua estada prolongada em Brasília, captar recursos para o município, já que aparentemente o governo estadual continua a boicotar a administração do peemedebista e o próprio município.

Fontes garantem que Pátio estaria dando uma última chance a Silval para que fosse selada a “paz” entre os dois e assim, o governo estadual voltaria a investir em obras e ações em Rondonópolis.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.