Em visita a Rondonópolis, o ex-prefeito de Cáceres Ricardo Henry (PP), não demonstrou empolgação em participar das próximas eleições como candidato a prefeito da cidade de Cáceres. Em entrevista ao AGORA MT, o irmão do Secretário Estadual de Saúde, Pedro Henry (PP), o ex-prefeito se diz casando para uma nova disputa e que só agora a justiça foi feita com relação a cassação de seu mandato. “Não tenho pretensões de voltar a disputar a eleição de prefeito neste momento, estou um pouco casando e no momento tenho me dedicado a organizar o partido nos municípios para as próximas eleições, mas vamos decidir isso mais na frente, quando a gente sentar com o nosso grupo político no município”, revelou progressista.

Leia também:  Portaria confirma Alencar como procurador-adjunto

Cassado por abuso de poder econômico e utilização da máquina administrativa em 2008 quando seu irmão, Pedro Henry, concedeu entrevista à TV Descalvados, de propriedade de sua família, fazendo elogios à gestão de seu irmão, que na época disputava a reeleição e criticando seu adversário, Túlio Fontes (DEM), que como segundo colocado nas urnas, foi quem assumiu o comando do município desde o início de 2009.

Em decisão monocrática a ministra do TSE Nancy Andrighi manteve o entendimento do TRE/MT que cassou os mandatos de Ricardo Henry (PP) e Manoel Ferreira de Matos (PMDB), respectivamente, prefeito e vice e tornando os dois mais o atual secretário de Estado de Saúde, o deputado federal licenciado, Pedro Henry (PP), inelegíveis por três anos.

Leia também:  Presidente da Câmara posta em rede social que proibição de aborto em caso de estupro 'não será aprovada'

Com a aprovação da Lei da Ficha Limpa, a decisão inicial propunha que os irmãos Henry ficassem inelegíveis por oito anos, mas em sua decisão a ministra, chegou ao entendimento de que a Lei não deveria se aplicar às eleições de 2010, sendo assim, os prazos para decretação da inelegibilidade expirariam neste ano. Assim, Ricardo Henry poderá voltar a sonhar com a disputa pela Prefeitura de Cáceres nas próximas eleições municipais, assim como Pedro Henry fica com o caminho livre para novas disputas.

De acordo com Ricardo Henry, que perdeu com a decisão inicial da justiça eleitoral foi o município e prova disso é que hoje os moradores proclamam o retorno do PP para comandar novamente a cidade, “O município perdeu muito com essa decisão e prova disso e que hoje a população quer o retorno do PP no comando da prefeitura de  Cáceres. As pesquisas apontam isso também, mas posso dizer uma coisa o nosso partido se encontra pronto para administração qualquer município de Mato Grosso”.

Leia também:  Vereadores vão tentar alternativas com diretoria do Sanear
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.