Os sites de compra coletiva não podem mais vender massagens, drenagens linfáticas, aplicação de Manthus e outros pacotes de serviços similares de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. A determinação é do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Conffito) e foi publicada no Diário Oficial de quarta-feira.

De acordo com o Conffito, o conselho quer fazer um trabalho preventivo para evitar a venda de pacotes sem que o cliente passe por uma avaliação anterior. “O profissional deve fazer primeiro uma avaliação e, só depois, indicar o tratamento mais adequado”, diz em nota o presidente do Coffito, Roberto Cepeda.

Segundo ele, a comercialização dos produtos sem diagnóstico pode colocar em risco a saúde do comprador e o profissional que continuar a oferecer os serviços poderá ser punido com advertência ou a suspensão do direito de exercer a profissão. O órgão não registrou nenhuma morte ou problema de saúde grave devido aos pacotes vendidos no site.

Leia também:  Dia de Luta contra Queimaduras: como evitar e tratar

O Terra entrou em contato com as duas maiores empresas do setor no País, o Peixe Urbano e o Groupon. Por e-mail, a assessoria de imprensa do Peixe Urbano, respondeu que a empresa já seguia as resoluções dos conselhos regionais em relação à oferta de serviços de fisioterapia e terapia ocupacional. “Estamos estudando a fundo a nova resolução do Coffito a nível nacional, afim de entendê-la bem e poder aplicá-la. O Peixe Urbano se preocupa em seguir toda a legislação vigente, e independente da legislação, temos também diversas políticas internas para assegurar a satisfação e o bem-estar dos nossos usuários e parceiros”, completa a nota.

Em resposta enviada por e-mail, a assessoria de imprensa do Groupon disse que “estamos tomando as providências necessárias para seguir a determinação do Coffito”.

Leia também:  PSDB deve ficar com secretaria de Gestão de Pessoas
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.