Foto da assessoria

Suspeitos de participar de quadrilha especializada em roubos de Posto de Combustíveis foram presos pela Policia Militar na madrugada desta sexta-feira (26/08), após tentativa de fuga pela MT 270. Eles rendiam os vigias com arma de fogo e posteriormente, arrombavam a portas com equipamentos como pé de cabra, chaves diversas e realizavam o crime nos escritórios, após isso fugiam em um veículo.

Por volta das 00h30min a PM foi informada, via 190, que um posto localizado na Rua João Pessoa, estava com seus alarmes acionados, e que ali havia ocorrido uma tentativa de roubo, e o vigia foi feito refém. O roubo não foi concluído por conta de o alarme ter disparado. E que os suspeitos fugiram em um veículo Gol, da cor branca, do tipo G5.

Leia também:  Setrat atende indicação de vereador e sinaliza ruas do Jardim Serra Dourada

Os suspeitos observaram a ronda da policia e fugiram pela MT 270, que foram seguidos pela viatura sentido UFMT. Durante a perseguição os suspeitos se livraram de alguns objetos na rodovia.

Na entrada da Vila Galiléia, os suspeitos abandonaram o veículo, em virtude do bloqueio da viatura de Pedra Preta, e fugiram a pé pelos pastos da região, tentando se aproveitar da escuridão, a fim de se esconder dos policiais, mas foram.

Em uma varredura às margens da MT 270 foi encontraram em um ponto específico um pé de cabra, chaves de fendas e um revolver calibre 38, da marca Taurus, com numeração raspada.

Foi realizado o procedimento de reconhecimento, no qual não só a vitima da tentativa de roubo dessa madrugada, como também a vitima do roubo a um posto, no dia 25 de agosto, onde o roubo foi consumado, reconheceram os suspeitos, Marilvanio Gomes do Nascimento Cordeiro (21), Marcio Almeida Lima (30), Eduardo Valentino da Silva Lima (24), residentes em Cuiabá e Várzea Grande e Thiago Pinto Lopes (26) morador de Rondonópolis e também a arma e o veículo utilizados na fuga.

Leia também:  Fogo na Aldeia | Após quase 10 dias Bombeiros anunciam fim de incêndio

Diante disso, em menos de 48 horas, a quadrilha que seus integrantes em sua maioria são provenientes de Cuiabá, foi presa e entregue a autoridade policial, a fim de que sejam tomadas as providencias necessárias nesses casos de crimes contra o patrimônio.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.