Marcella durante a prova dos 50m costas, que terminou com o tempo de 32s22 (Foto: Wagner Carmo / COB)O primeiro dia de finais da natação das Olimpíadas Escolares 2011, para atletas de 12 a 14 anos, foi recheado de surpresas. Na piscina olímpica do Centro Integrado de Educação Física (CIEF), em João Pessoa (PB), quatro alunos estabeleceram novos recordes da modalidade: Andressa Cholodovskis Lima (MG), Marcella Sangado dos Santos (PA), Brandonn Pierry de Almeida (SP) e Clarissa Maria Rodrigues (PE) venceram suas disputas e estabeleceram novas marcas.

Especialista nos 200m livre, Andressa venceu a prova dos 100m com o tempo de 1min00s31, superando a antiga marca de 1min00s47. A atleta, do Colégio Pitágoras, de Minas Gerais, ainda voltou a subir no alto do pódio no revezamento 4x50m livre, e comemorou o feito.

Leia também:  Árbitros de Mato Grosso participam de curso promovido pela CBF

– Essa é minha segunda Olimpíada Escolar. Em Fortaleza fiquei em quarto lugar nos 100m. É uma felicidade muito grande ser campeã, uma recompensa depois de tanto treino – disse a jovem, que é descendente de lituanos.

A paraense Marcella Sangado dos Santos, da Escola Nossa Senhora de Nazaré, também bateu o recorde dos 50m costas. Com o tempo de 32s22, ela deixou para trás a marca anterior de 32s46. A jovem, que largou o nado sincronizado e passou a se dedicar só à natação, já espera repetir sua façanha no ano que vem.

– Eu estava colocada como quinto, mas fiquei em primeiro e ainda bati o recorde do campeonato. Ano que vem eu volto pra disputar as Olimpíadas Escolares e baterei o recorde novamente – garantiu a jovem, que usa uma touca toda colorida e que tem até nome: “Lara“.

Leia também:  Com a demissão de Ceni, São Paulo vai completar 16 técnicos em 8 anos

Outras duas marcas do evento foram superadas na manhã deste domingo. Brandonn Pierry de Almeida venceu os 400m livre com 4min06s71, quebrando a marca de 4min15s06. O aluno, do Colégio Amorim (SP), teve o melhor índice técnico do dia com 837 pontos. Já Clarissa Maria Rodrigues, do Colégio Salesiano (PE), foi a campeã dos 100m borboleta com o tempo de 1min05s68, superando em quase dois segundos o antigo recorde. A atleta, de apenas 12 anos, tornou-se a mais jovem a conquistar uma medalha de ouro nas finais.

– Ano passado, em Fortaleza, eu fiquei em 14º lugar. Hoje, com 13 anos, fui vice-campeã. Era a mais nova do pódio. As outras meninas têm 14 anos. Acho que no que vem vou subir mais um degrauzinho – contou.

Leia também:  Diretoria do União deve apresentar equipe dia 14

Nas 12 finais disputadas, o estado de Minas Gerais foi o maior vencedor, com quatro vitórias. Paraná e São Paulo ficaram com três ouros cada, enquanto Pará e Pernambuco subiram no alto do pódio uma vez.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.