A incerteza sobre a candidatura do ex-prefeito Adilton Sachetti (sem partido), continua fazendo estrago nos bastidores políticos de Rondonópolis, o último capítulo da novela, aconteceu na noite de segunda-feira (19/09), quando o site cuiabano, RDNEWS, divulgou a informação de que Sachetti estaria se filiando ao Partido Democrático Trabalhista (PDT) e seria o candidato a prefeito do partido nas eleições de 2012.

O episódio foi suficiente para ofuscar o encontro do Movimento Mato Grosso Muito Mais, em Rondonópolis, na noite de segunda-feira, que tinha como principal objetivo fortalecer a aliança que se iniciou com a proposta de eleger, o megaempresário Mauro Mendes, que foi rejeitado nas urnas pelos matogrossenses em 2010 e pretende ser reedita em Rondonópolis para eleger Percival Muniz prefeito de Rondonópolis em 2012.

Leia também:  Comercialização da safra de milho acumula mais de 90% da produção em Mato Grosso

O fato virou o principal comentário nos meios políticos na manhã desta terça-feira, deixando o evento de Percival Muniz (PPS), em segundo plano nas conversas políticas, já que o PDT é um dos partidos do Movimento Mato Grosso Muito Mais.

Localizado pela reportagem do AGORA MT, Adilton Sachetti atendeu ao telefonema da redação com a seguinte frase, “É mentira, estou em São Paulo em um evento em que sou palestrante e não há nenhuma verdade nesta notícia, só farei declaração sobre o meu futuro político no fim do prazo legal para filiações”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.