Buru carrega a bola e tenta escapar da forte marcação do camisa 6, Dmitry Shishin (Foto: Ag. Estado)

Após a derrota para a Rússia por 12 a 8, os jogadores da seleção brasileira deixaram o vestiário do Stadio del Mare, em Ravenna, bastante abatidos e tentaram explicar o resultado negativo na decisão da Copa do Mundo de futebol de areia. Um dos mais experientes do grupo, o defensor Buru lamentou a goleada, criticou o desempenho do Brasil, mas exaltou a ótima atuação dos russos.

– A Rússia soube jogar contra o Brasil, aproveitou as nossas falhas e ganhou todas as divididas. Os méritos são deles e tem dia que nada dá certo. Poderia ter sido até de mais, pelo que a nossa equipe jogou hoje. Perdemos, mas saímos de cabeça erguida. Estamos chateados, mas não podem nos abater. Esse grupo é tetracampeão mundial – afirmou o defensor.

Leia também:  Público reage e evita prejuízo para o União

Buru, que atua no futebol de areia da Rússia há quatro anos, destacou a raça do grupo brasileiro, que não deixou de lutar pela vitória em nenhum momento.

– Eles foram muito competentes e nós não soubemos marcar e correr atrás no placar. O importante é que não faltou luta, disposição e companheirismo. Uma derrota não pode apagar todo o histórico de um grupo vencedor.

O capitão Benjamin disse que as falhas no setor defensivo, que atormentaram o Brasil durante toda a Copa, foram decisivas para a derrota.

– Numa final de Copa do Mundo, levar 12 gols é porque erramos bastante. Não quero tirar o mérito da Rússia, mas entregamos os gols para eles. Falhamos muito, mas agora é colocar a cabeça no lugar e tentar melhorar nas próximas competições. Faz parte do futebol perder – contou o atacante.

Leia também:  União faz resultado e fica com título no sub-19

Com 42 anos, Benjamin espera estar em forma para poder disputar a próxima Copa do Mundo, que será realizada no Taiti, em 2013.

– Quero estar bem. Minha intenção é jogar mais dois anos e espero jogar o Mundial no Taiti. Se eu chegar lá em boa forma e tendo chance de ajudar os meus companheiros, gostaria de tentar recuperar esse título para o Brasil – encerrou Benjamin.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.