O ex-prefeito e ex-governador e pré-candidato a prefeito, Rogerio Salles (PSDB), vê com tranquilidade a participação do PSDB, fechada em Cuiabá pelo Movimento Mato Grosso Muito Mais, integrado pelo PSB, PPS, PDT e PV. Em Rondonópolis, o grupo que tem o nome do deputado estadual Percival Muniz (PPS), como pré-candidato a prefeito e agora com a entrada do PSDB no movimento, o nome de Rogério Salles.

“Vejo com total tranquilidade a participação do PSDB, até por conta que acredito que onde for possível estar juntos, vamos caminhar juntos, em Cuiabá o mesmo grupo deve contar com mais de um candidato a prefeito, o que pode significar uma coligação no segundo turno, nesse momento cada partido tem que se fortalecer e pronto”, analisou Rogério Salles.

Leia também:  Detran capacita servidores de Ciretrans em gestão de Protocolo no estado

O grupo trabalha com duas pré-candidaturas em Cuiabá a do empresário e deputado Estadual Guilherme Maluf (PSDB) e do também empresário Mauro Mendes (PSB), em Sinop, o nome cotado é o do presidente regional do PSDB e Deputado Federal, Nilson Leitão, em Lucas do Rio Verde, o nome indicado pela a coligação é o do ex-prefeito por dois mandatos e deputado estadual, Otaviano Pivetta (PDT).

Apesar da tranquilidade quanto à coligação e de o Movimento Mato Grosso Muito Mais, ter agora em Rondonópolis dois nomes para a disputa, Salles criticou as coligações feitas com um ano de antecedência, “Essas coligações feitas com muita antecedência não funciona, a coligação só é boa e tem validade, quando acontece no dia das convenção, estas feitas por antecipação é apenas para ficar tampado buraco, a hora certa para se discutir esse tipo de coisa é no ano que vem, de resto são conjunturas”.

Leia também:  Bombeiros se preparam para receber a Esquadrilha da Fumaça
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.