Foto Varlei Cordova / Agora MT

O Ministério da Saúde coordenará na terça-feira (6/9) uma ação inédita entre os indígenas de Mato Grosso. Serão realizados testes rápidos para a detecção do vírus HIV em diversas comunidades indígenas. Os resultados dos exames saem em até 20 minutos. A iniciativa é uma reposta aos altos índies de infecção por HIV nas comunidades.

Os primeiros testes serão realizados na Aldeia Umutina, que fica a menos de 200 quilômetros de Cuiabá. A ação será por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). Os técnicos da Sesai vão sair do Distrito Sanitário Especial de Saúde Indígena (Dsei) de Cuiabá às 7h. O distrito fica na rua Rui Barbosa 282, bairro Goiabeiras.

Leia também:  Mais de 2.300 contribuintes são convocados pela PGE para negociar dívidas

A nova secretaria, vinculada ao Ministério da Saúde, foi aprovada pelo Congresso em outubro de 2010 e tornou-se responsável por todas as ações ligadas à saúde indígena. No entanto, o vice-presidente do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Roberto Liebgott, cobra mais investimentos do governo na estrutura do atendimento à saúde indígena.

Segundo ele, o Cimi defende que essas campanhas e outras iniciativas de combate a endemias sejam inseridas numa política mais ampla de atenção à saúde, com estrutura adequada, profissionais qualificados, mais recursos e equipamentos suficientes. “Caso contrário, essas ações cairão no vazio”, afirma Liebgott.

O representante do Cimi critica tambémo processo de transferência das atribuições referentes à saúde indígena da Funasa (Fundação Nacional da Saúde) para a Sesai.

Leia também:  PM leva mais de 1.300 policiais às ruas em ações preventivas e de repressão à violência
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.