Elle Macpherson e Rosie Huntington-Whiteley são modelos que seguem as recomendações Foto: Getty Images

É possível perder peso sem fazer dietas de restrição alimentar e uma rígida rotina de exercícios. A dica é do inglês James Duigan, que é personal trainer de modelos como Elle Macpherson, que aos 47 anos exibe silhueta impecável como a dos seus áureos tempos de supermodel nos anos 90, e de atriz Rosie Huntington-Whiteley.

Confira as dicas do profissional, publicadas pelo jornal Daily Mail, ao lado das informações das nutricionistas Marilyn Glenville e Kim Pearson.

Mastigar muito
Quanto mais o alimento é mastigado, menos calorias são absorvidas pelo corpo. Uma pesquisa recente aponta que pessoas que mastigam cerca de 40 vezes comem até 12% menos comida do que os mastigam apenas 15 vezes.

A mastigação fornece ao cérebro a informação de que o corpo está satisfeito e ainda ajuda a baixar níveis de hormônios no organismo que colaboram para a sensação de fome. Manter o alimento mais tempo na boca também ajuda a comer menos, já que o cérebro leva 20 minutos para registrar que o estômago já está cheio.

Coma até uma hora depois de acordar
Os especialistas concordam que o café da manhã é a refeição mais importante do dia e dizem que os que não pulam essa etapa são geralmente mais leves, magros e têm menos compulsão em ficar beliscando alimentos o dia todo. Isso porque a falta do alimento pela manhã deixa o metabolismo mais lento e colabora para a vontade de comer açúcar.

Leia também:  Conheça os dez malefícios causados pelo refrigerante

A qualidade da refeição também é importante para determinar o que o corpo irá pedir ao longo do dia, por isso invista em proteínas magras, cereais, frutas. Pesquisas recentes apontam que pessoas seguindo dietas de emagrecimento perderam até duas vezes mais peso reduzindo pela metade o número de calorias consumidas na primeira refeição do dia.

Concentre-se na refeição
Dedicar um tempo exclusivamente para comer é importante, pois especialistas apontam que fazer outras atividades enquanto se alimenta impede o cérebro de receber os sinais de saciedade, o que significa que aumentam as chances de ganhar quilos extras comendo além da conta.

E as mulheres tendem a acumular mais peso quando comem sem prestar atenção. Isso inclui coisas triviais como falar ao telefone, ver TV ou até mesmo ouvir música.

Cuidados ao cozinhar
O cozimento elimina grande parte dos nutrientes dos alimentos. Portanto, mesmo se comemos de forma saudável podemos não estar nutrindo o corpo de maneira adequada. A falta de vitaminas e outras substâncias causam aquela vontade constante de ficar beliscando o dia todo, como forma de compensar essas faltas. Uma solução é consumir o máximo de alimentos crus possível e evitar cozinhar vegetais no micro-ondas, pois ele elimina quase 100% dos antioxidantes.

Comer frutas primeiro
As frutas são digeridas por enzimas diferentes das usadas pelo corpo para processar outros alimentos. Além disso, demoram apenas cerca de 30 minutos para serem absorvidas pelo organismo. Por isso, se comer frutas após as refeições, elas provavelmente ficarão fermentadas e não fornecerão os nutrientes necessários e ainda podem causar desconfortos. Isso porque elas ficarão atrás dos outros itens consumidos, esperando que esses sejam digeridos, o que demora mais do que duas horas. A dica é comer frutas cerca de meia hora antes das principais refeições.

Leia também:  Eu posso escrever o final da minha história

Não comer após as 20h
Não é indicado comer grandes ou pesadas refeições quando o metabolismo começa a diminuir ou perto da hora de dormir, pois o gasto calórico é menor. É importante evitar comer alimentos como sorvetes, salgadinhos e outras guloseimas que podem fornecer até um quarto das calorias necessárias para o dia. Estipular um horário limite para comer à noite também pode ajudar a se livrar dessas tentações, que costumam chegar após o jantar quando se está na frente da TV.

Comer menos em momentos de tensão
Esqueça sair para tomar um “café” ou almoçar durante um momento de tensão. Usar a refeição para relaxar não faz bem ao corpo. Isso porque quando estamos nervosos, o corpo está cheio de hormônios que o coloca em estado de alerta. O que significa que toda a energia será direcionada para nos proteger da causa do estresse, e não será usada para fazer a digestão. O organismo irá fazer um esforço enorme para absorver os nutrientes. Portanto, espere se acalmar para depois ir comer.

Leia também:  O que é síndrome de Hoffa?

Fatiar os alimentos
Estudos indicam que pessoas que cortam os alimentos em pedaços consomem até 20% menos calorias do que as que deixam os itens inteiros. As fatias também dão a impressão de que o prato está mais cheio, o que implica comer menor quantidade.

Comer menos e mais vezes
Ficar mais do que cinco horas sem se alimentar faz o corpo ¿pensar¿ que está faminto e produz quantidades maiores de cortisol, o hormônio do estresse. O resultado é que a próxima refeição poderá estar recheada de escolhas calóricas, pois o organismo está “faminto”. Comer regularmente também colabora para balancear os níveis de insulina no sangue, diminuindo o desejo por itens açucarados.

Pensar antes de beber
Beber água é muito importante para o corpo, mas mesmo esse precioso líquido deve ficar longe das refeições. Ela dilui os ácidos do estômago tornando a absorção dos nutrientes menos eficiente. Portanto, evite tomar água pelo menos 15 minutos antes e após as principais refeições.

Sempre comer proteínas com alimentos ricos em carboidratos
Macarrão, arroz e pão são rapidamente absorvidos pelo organismo, despejando grandes quantidades de açúcares no sangue. O consumo de proteínas junto com itens do tipo ajuda a reduzir a velocidade dessa digestão, equilibrando a liberação de energia no organismo, o que significa que você irá se sentir satisfeito por mais tempo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.