Santa Casa de Rondonópolis - Foto: arquivo / AGORA MT

Inadimplência prejudica as atividades da Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis, a diretoria do hospital informou que deixou de atender a população, em alguns serviços, devido o atraso no repasse para a instituição.

Por meio de um ofício na manhã desta quinta-feira (29/09), a diretoria da Santa Casa argumentou que o Governo do Estado está inadimplente com o repasse fundo a fundo a prefeitura municipal e consequentemente ao hospital, em R$ 1.339.455,16 referente aos meses de julho e agosto.

Com o atraso nos pagamentos o hospital adquiriu dividas com fornecedores, plantonistas e médicos, pois os valores do repasse são destinados à manutenção dos serviços da Santa Casa, como por exemplo, compra de medicamentos, materiais hospitalares e recursos humanos.

Leia também:  Rua Barão do Rio Branco tem duplicação autorizada pelo Governo

Com a falta de êxito nas tentativas de negociação com o Governo do Estado, o Corpo Clinico da Santa Casa esgotou a possibilidade de solucionar o problema e resolveu, nesta quarta-feira (28/09) suspender as internações eletivas pelo Serviço Único de Saúde (SUS), mantendo apenas os atendimentos de urgência e emergência, devido os atrasos nos repasses.

“Esperamos que o Governo do Estado resolva a questão de repasse no menor tempo possível, para que seja reestabelecido a totalidade dos serviços da Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis”, conclui a diretoria da instituição.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.